sábado, 28 de abril de 2012

Coloque a máscara...


Quero o homem que eu amei de volta
Volte e coloque a máscara
Eu preciso dele
Preciso daquele homem
Só mais uma vez
Só mais uma noite
Só para um acerto de contas
Só para eu despejar todo meu amor de uma vez
Só para eu matar o resto dos desejos
Quem sabe assim eu esqueça aquele homem
Que na verdade só existiu dentro de mim
Coloque sua máscara
Quero dançar com aquele homem outra vez
Só mais uma vez
(Kallyta Cristina)

domingo, 22 de abril de 2012

Poeminha amoroso...

Este é um poema de amor 
tão meigo, tão terno, tão teu... 
É uma oferenda aos teus momentos 
de luta e de brisa e de céu... 
E eu, 
quero te servir a poesia 
numa concha azul do mar 
ou numa cesta de flores do campo. 
Talvez tu possas entender o meu amor. 
Mas se isso não acontecer, 
não importa. 
Já está declarado e estampado 
nas linhas e entrelinhas 
deste pequeno poema, 
o verso; 
o tão famoso e inesperado verso que 
te deixará pasmo, surpreso, perplexo... 
eu te amo, perdoa-me, eu te amo... 
(Cora coralina)